Um Jubileu de Esperança – 25 anos do LBE

LBE – 25 anos fazendo o Bem

“Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é mister socorrer os necessitados e recordar as palavras do próprio Senhor Jesus: Mais bem-aventurado é dar que receber.” (At 20.35.)

Uma casa onde as pessoas encontrassem esperança. Foi com essa proposta que nasceu o Lar Batista Esperança que no dia 24 de abril celebrou seus 25 anos num culto Especial de Louvor e Adoração realizado na Igreja Batista do Bacacheri, em Curitiba.

O salão de cultos foi tomado por pessoas que participaram da história do Lar, autoridades e familiares do pastor Nathaniel Brandão que iniciou esse projeto de transformação de vidas num apartamento de 62m2 na região do Jardim Botânico onde morava com sua família.

O trabalho social desenvolvido pelo pastor Nathaniel, missionário da Junta de Missões Nacionais e da Convenção Batista Paranaense, foi reconhecido pela Câmara de Vereadores que por meio da Vereadora Noêmia Rocha lhe entregou uma placa comemorativa. O fundador do LBE também foi homenageado pela Junta de Missões Nacionais. Todo esse reconhecimento é resultado de muito trabalho construído ao longo dos anos e das ações diárias do pastor e de seu comportamento revelado na frase de uma mãe social ao receber um visitante em sua Casa-lar. “Esse pastor faz tudo por essas crianças”.

 Em seu agradecimento o pastor Nathaniel recordou do inicio quando, comovido pela miséria humana diante de uma senhora que se alimentava dos restos de uma melancia que ele havia deixado no latão de lixo, foi tocado por Deus a iniciar este projeto.

O pastor L. Roberto Silvado, presidente da Convenção Batista Brasileira e pregador oficial do evento, destacou a importância da fé cristã se converter em ações que influenciam a sociedade. “Louvemos pelo bom nome do Lar. Pelo testemunho dado à sociedade paranaense. Agradecemos aos pais sociais que estão fazendo a boa obra”, afirmou o pregador que trabalhou com o tema “Ação Social que glorifica a Deus”.

O sermão que marcou o Jubileu de Prata do LBE tratou da ação social que glorifica a Deus como a que exige sacrifício pessoal, é relacional e envolve o ser humano a olhar para o próximo como outro ser humano. “A transformação social verdadeira e permanente está em Deus”, lembrou Silvado.

A celebração teve ainda a participação das crianças do Lar que num grande coral louvaram a Deus com hinos que marcaram a história do LBE.

Durante sua existência 632 crianças, de recém-nascidos a jovens de 25 anos, passaram pelo LBE que hoje tem 22 mães sociais que cuidam das crianças em nove Casas-lares com a colaboração de mais de 150 voluntários.

(EXTRAÍDO)

Esta entrada foi publicada em Apoio Ministério, PR, Trabalho Missionário, Vocação Missionária, Voluntários. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>